Estética das Gengivas

A beleza de um sorriso perfeito se revela nos detalhes

A beleza de um sorriso perfeito se revela nos detalhes

Definitivamente, a beleza se revela nos detalhes e na busca pelo sorriso perfeito, muitas vezes a gengiva é um detalhe que não deve passar despercebido. Muito se fala na estética dos dentes, seu alinhamento, cor e disposição na boca, mas esquecer as gengivas pode atrapalhar, e muito, todos os esforços para um sorriso bonito.  Não existe beleza sem saúde, e as gengivas dão os sinais mais evidentes que denunciam quando a boca não está completamente saudável. Além disso, os problemas não são apenas estéticos, mas funcionais também, pois podem atrapalhar a fala e a mastigação.

Divisões da odontologia estética: A estética branca cuida dos dentes e a rosa trata das gengivas.

Divisões da odontologia estética: A estética branca cuida dos dentes e a rosa trata das gengivas.

Não há dúvidas de que a odontologia estética evoluiu muito nos últimos anos, e dentre as evoluções mais importantes está a preocupação com a saúde e a estética das gengivas, dando a elas sua merecida importância. Tanto é que, a odontologia estética moderna é dividida em dois ramos:  a estética branca, que cuida da estética dos dentes e a estética rosa, que trata da estética das gengivas.

os chamados black-spaces são espaços entre os dentes e as gengivas que prejudicam muito a estética do sorriso

Os chamados black-spaces são espaços entre os dentes e as gengivas que prejudicam muito a estética do sorriso

Quando falamos em dentes, é mais fácil definir o que está ou não dentro dos padrões estéticos, mas com relação à estética gengival, os fatores que influenciam na beleza do sorriso são mais sutis e, geralmente, giram em torno da posição, alinhamento, excesso ou falta de tecido gengival com relação aos dentes e ao rosto como um todo. Entre as principais queixas com relação à gengiva estão: o sorriso gengival (quando a gengiva aparece muito ao sorrir), os níveis gengivais desalinhados (quando a altura da gengiva de um dente está diferente de seu similar), exposição da raiz do dente por conta da retração gengival, os espaços entre a gengiva e os dentes (chamados de black spaces),  a cor, sangramentos, gengivite (inflamação das gengivas) e em casos mais extremos, a ausência de papilas gengivais ocasionadas por perdas dentárias sem tratamento adequado ou doença periodontal.

Black spaces e demais aspectos estéticos da gengiva solucionados com a próteses dento-gengival em cerâmica

Black spaces e demais aspectos estéticos da gengiva solucionados com a próteses dento-gengival em cerâmica


Planejamento Digital do Sorriso: Níveis gengivais

Planejamento Digital do Sorriso: Níveis gengivais

Um dos procedimentos odontológicos para a correção estética das gengivas é a gengivoplastia, ou plástica gengival que consiste na remoção de excessos ou acréscimos de gengiva através de enxertos. Entre as inúmeras vantagens deste procedimento, destacam-se os resultados rápidos e satisfatórios que  permitem o equilíbrio na exposição dos dentes e da gengiva, dando o toque final aos trabalhos de odontologia estética. Com a evolução das metodologias de trabalho e de técnicas como o Planejamento Digital do Sorriso e a Microscopia Odontológica, a distribuição e alinhamento das gengivas com relação aos dentes são feitos com precisão milimétrica.

Planejamento Digital do Sorriso: Níveis gengivais e resultado final com facetas em porcelana

Planejamento Digital do Sorriso: Níveis gengivais e resultado final com facetas em porcelana (caso real de procedimento realizado na Clínica Adriano Abreu)

Quando a necessidade do paciente é de remoção do excesso de gengiva, como nos casos dos pacientes que apresentam o conhecido sorriso gengival, o procedimento é considerado simples. Com as várias tecnologias disponíveis atualmente, como o bisturi elétrico, a sedação consciente com o óxido nitroso (para quem tem a chamada fobia do dentista) e a anestesia computadorizada com o Morpheus, o procedimento é rápido, indolor e os resultados são extremamente satisfatórios.

Hábitos como roer unhas e fumar causam doenças como a gengivite, que podem evoluir para casos de perda óssea e dentes

Hábitos como roer unhas e fumar causam doenças como a gengivite, que podem evoluir para casos de perda óssea e dentes

Quando há perda de tecidos da gengiva, seja por doença periodontal (gengivite), má escovação, remédios ou hábitos como roer unhas e fumar, ocorre a exposição da raiz dentária (retração gengival), prejudicando o alinhamento e consequentemente a harmonia visual entre os dentes e a gengiva. Nesses casos, a odontologia estética oferece solução através dos enxertos, ou seja, a retirada de tecidos gengivais de outros locais da boca, que serão enxertados nos locais onde há retração. Geralmente retirados da região do palato (céu da boca), estes tecidos são rapidamente alocados e o procedimento, bem como sua recuperação são rápidos.

No que se refere a próteses dentarias, a prótese dento gengival está entre as melhores opções

No que se refere a próteses dentarias, a prótese dento gengival em cerâmica está entre as melhores opções

No que se refere às próteses dentárias, outro grande avanço com relação à chamada estética rosa são as próteses dento gengivais em cerâmica, que são indicadas nos casos onde ocorreram perdas ósseas mais severas ocasionadas geralmente por perdas dentárias. As próteses mais antigas, geralmente eram confeccionadas em acrílico, material que não proporcionava excelência estética com relação à gengiva, além de aumentar a retenção de placa bacteriana, que pode causar diversos problemas, como mudança de cor e difícil higienização.  Já neste novo tipo de prótese, sua confecção é feita com cerâmica de última geração que tem como resultado uma gengiva artificial com aparência muito mais natural e estética.

Nos casos de perdas dentárias unitárias ou de poucos elementos em que se faz necessário o uso de implantes dentários, outra grande preocupação com relação às gengivas, é a aparência de sua linha de união com a prótese.  Antigamente, era comum as próteses serem acomodas sobre a gengiva, com a odontologia estética moderna, a grande preocupação é fazer com que a prótese saia de dentro da gengiva como acontece com os dentes naturais. Assim, as próteses conseguem um aspecto idêntico ao de um dente natural, fazendo com que passe despercebida mesmo em casos unitários (em que a prótese é feita em único dente da frente, devendo ficar idêntica ao dente natural vizinho).

Coroas em metaloceramica deixam uma aparência escurecida na linha de união com a gengiva

Coroas em metaloceramica deixam uma aparência escurecida na linha de união com a gengiva

Outra questão importante está relacionada com os materiais, nos quais as próteses são confeccionadas. As coroas metalocerâmicas (que possuem a base de metal), costumam deixar uma mancha escurecida na linha de união com a gengiva, denunciando-a e tirando o aspecto natural do trabalho estético. Hoje, os trabalhos que primam pela excelência estética são realizados com materiais metal free (livres de metal), que são as zircônias, porcelanas puras (feldispáticas) e o dissilicato de lítio. No resultado final, estes materiais fazem a diferença por deixarem a linha de união com a prótese discreta e natural, além possuírem qualidades ópticas e de serem extremamente parecidas com dentes naturais.

 

Diferença entre coroa com e sem metal no mesmo paciente

Diferença entre coroa com e sem metal no mesmo paciente, em caso clínico realizado na Clínica Adriano Abreu

De maneira geral, a estética das gengivas pode ser muitas vezes o detalhe que faltava para um trabalho em odontologia estética satisfatório. A correção do contorno das gengivas faz total diferença na estética de um sorriso, e  na maioria das vezes é um procedimento simples, rápido e com boa recuperação que traz beleza e autoestima através de um belo sorriso. 

Dentista em Fortaleza