Os dentes sisos devem ser extraídos?

Os terceiros molares conhecidos como dentes siso, localizam-se nas extremidades da arcada dentária, normalmente contendo 04 dentes, dois em cada lado e na maioria dos casos crescem entre os 16 a 21 anos de idade.

A palavra siso vem do latim “sensus.us”, que significa juízo, prudência, bom senso.                          Tal denominação se deve á faixa etária em que os dentes molares costumam crescer, daí a expressão popularmente utilizada para designar os dentes sisos como “dentes do juízo”.

Apesar de serem dentes grandes e fortes perfeitos para mastigação de alimentos menos pastosos, os sisos são dentes que ao longo da evolução humana mostram-se cada vez menos utilizados. A mudança de costumes alimentares como o menor consumo de carnes, vegetais e cereais crus é um dos principais fatores para que o organismo se adapte a utilizar menos os terceiros molares.

Tem sido cada vez mais comuns casos de pessoas que já nascem sem os sisos, ou apenas com alguns deles, isto se deve á adaptação da espécie humana com os novos costumes alimentares.

Por estes e outros vários fatores que iremos abordar ao longo do texto, é que muitas vezes se recomenda a extração dos dentes sisos.

Sendo os últimos a nascerem, os sisos podem causar um desalinhamento dos demais dentes, pois enquanto todos os dentes já encontram-se acomodados na arcada dentária, é que o siso nasce; e dependendo da estrutura bucal de cada um, o espaço para o crescimento dos sisos pode ser insuficiente.

Poderão também apresentar má formação ficando presos no interior da gengiva, no osso, ou entre outros dentes, o que pode acarretar muita dor, inflamação, sangramentos, além de dificultar a higienização o que poderá causar a pericoronarite, que é um tipo de inflamação gengival.

Apesar de tais problemas, é um erro afirmar que todo dente siso deve ser extraído. A extração dependerá muito da posição em que o dente se encontra: (incluso ou semi-incluso), se está causando alguma lesão, ou até mesmo cárie no dente anterior, o segundo molar.

Mas se o seu dentista indicar a extração do siso, não se preocupe, apesar da extração ser um pouco mais complexa que as demais, pelo seu difícil acesso ou má posição, (nascer na horizontal ao invés da vertical), a extração é feita com anestesia local, sendo indicada a se fazer o quanto antes, de preferência entre os 16 aos 20 anos de idade, pois nesta fase a raiz do siso ainda não está completamente formada, o que

facilita a extração, sendo menos dolorosa e com menos probabilidades de complicações como perca óssea, sensibilidade, sangramento, inflamação.

A extração é mais comum ainda em casos de tratamentos ortodônticos, justamente por facilitar o alinhamento dos demais dentes que foram impelidos pelo siso.

Portanto havendo dúvidas a respeito dos sisos, lembre-se que são dentes especiais, que ajudam muito na mastigação e facilitam a digestão de alimentos mais duros e crus. Mas caso os seus dentes não nasçam de forma harmoniosa, causem algum tipo de lesão ou não estejam saudáveis, o mais indicado a se fazer é a extração. Apesar de cada caso ser muito especifico, a maioria das pessoas após a retirada do siso apresenta uma mastigação normal e saúde bucal satisfatória.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Dentista em Fortaleza