Sedação na Odontologia

A sedação é uma técnica onde o nível de consciência do paciente durante um procedimento cirúrgico, ou apenas médico, é diminuído para que o mesmo não responda à estímulos físicos durante o processo. A técnica geralmente ocorre através de sedativos colocados na veia. A sedação não é anestesia geral. Anestesia geral utiliza medicamentos mais fortes e o paciente fica inconsciente. Durante a sedação simples o paciente permanece sonolento, porém acordado.

No caso de tratamentos odontológicos, a sedação pode ser feita de forma consciente através do Óxido Nitroso – o gás do riso ou gás hilariante. Esta solução, que começou a ser utilizada há mais de um século, em vários lugares do mundo, para a sedação consciente, tem se mostrado útil não só no trato de pacientes que inspiram atenção redobrada, como portadores de doenças cardiovasculares, respiratórias, neurovasculares, hepáticas, convulsivas e epilepsias, alergias, grávidas, diabéticos e pacientes com ânsias de vômito, mas no de todos aqueles que temem ir ao dentista.

Sentar-se na cadeira de um dentista, cercado de equipamentos e do barulho do temível “motorzinho” da broca chega a causar pânico em quase todas as pessoas. Aproximadamente 20% da população mundial apresenta a chamada odontofobia – medo de ir ao dentista. Tal problema pode ser amenizado, pelo uso do gás do riso. A utilização do óxido nitroso se dá, na maioria dos casos, para deixar o paciente mais relaxado e seguro facilitando, assim, a realização dos procedimentos necessários ao tratamento dental. As crianças são as grandes favoritas quando o assunto é o gás do riso, tanto pelo medo, comum entre elas, quanto pela facilidade e eficácia da sedação, já que são pacientes pouco cooperantes.

O Óxido nitroso trata-se de um gás, portanto, inalante. Por meio de uma máscara, o paciente inala uma mistura de óxido Nitroso e Oxigênio – no máximo com 70% do óxido. Esses dois gases saem de cilindros e a proporção da mistura, com caráter analgésico e anestésico, é controlada pelo próprio dentista. Após ser inalado, o gás alcança os pulmões, passa pelos alvéolos pulmonares e chega à corrente sanguínea, atingindo o sistema nervoso central, aumentando a tolerância à dor dentro de 5 minutos. A ação do Óxido Nitroso é no Córtex Cerebral, região que controla o medo, a autocensura e a ansiedade, levando ao relaxamento – mental e muscular – e posterior euforia. Age ainda na diminuição do stress, da ansiedade, da expectativa da dor e do tempo relativo, uma vez que os pacientes relatam que as consultas tornam-se mais rápidas, mesmo tendo sido realizadas durante um longo tempo. Por causar contrações musculares involuntárias na face das pessoas, leva-se a pensar que o gás ocasiona o riso.

Qualquer paciente com estado de saúde geral estável pode ser submetido ao processo de sedação consciente, não havendo assim contraindicações absolutas ao uso de Óxido Nitroso. A sedação com o gás hilariante é a mais utilizada na odontologia pela segurança e simplicidade da técnica, além de não ser tóxico e não ocasionar efeitos colaterais.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Dentista em Fortaleza