Síndrome da Apneia Obstrutivo do Sono – SAOS

Dormir bem é essencial para a saúde e o bem estar de qualquer pessoa

Dormir bem é essencial para a saúde e o bem estar de qualquer pessoa

Nada melhor que uma boa noite de sono para recarregar as energias, e dormir bem é essencial para a saúde e o bem estar de qualquer um. Por outro lado, um sono irregular, é certeza de mal humor e cansaço no dia seguinte, e entre as muitas possibilidades de problemas durante o sono, vamos conversar agora sobre Síndrome da Apneia Obstrutivo do Sono (da sigla em inglês, SAOS).

 

A síndrome está diretamente ligada ao ronco

A síndrome está diretamente ligada ao ronco

A SAOS, está ligada diretamente ao ronco durante a noite, mas é importante lembrar que nem toda pessoa que ronca sofre da síndrome. A chamada apneia, ocorre quando há a interrupção da respiração durante o sono, por conta da obstrução da entrada do ar pela faringe. Na medida que este processo se repete, sua gravidade e males a saúde aumentam, e para que você tenha uma ideia, nos casos mais severos, é possível que ocorram até 90 paradas respiratórias em apenas uma hora.

 

 

 

As principais consequências são cansaço, mau-humor e falta de concentração de dia

As principais consequências da síndrome são: cansaço, mau-humor e falta de concentração de dia

Quem sofre do problema, experimenta consequências que vão muito além da noite de sono, e as primeiras delas são cansaço, falta de concentração e o mal humor durante o dia. Tudo isso já pode ser bastante grave, podendo até ser causa de acidentes de trabalho ou automobilísticos, por exemplo, mas o maior efeito nocivo está na falta de oxigenação do sangue pela má respiração, que lentamente pode causar ou acentuar problemas cardiovasculares, como hipertensão arterial, até aumentando o risco de infarto.

Grupo de risco da SAOS: homens, na meia idade e acima do peso

Grupo de risco da SAOS: homens, na meia idade e acima do peso

 

Há um grupo de risco bastante frequente para o problema, que geralmente é o das pessoas do sexo masculino, passando da meia-idade e acima do peso. Entre os fatores agravantes estão: álcool, tabagismo, medicamentos, obstrução nasal e alguns hábitos como comer muito durante a noite – principalmente antes de dormir – e dormir mal posicionado.

 

Conviver com a SAOS pode evoluir uma simples irritabilidade até uma depressão

Conviver com a SAOS pode evoluir uma simples irritabilidade até a depressão

Já conversamos sobre a relação entre SAOS e os problemas circulatórios, mas há também uma série de outras consequências que merecem sua atenção. Não tratar o problema, muitas vezes significa conviver com irritabilidade, perda de memória, falta de concentração, dores de cabeça e até depressão. Tudo isso corrói não só a saúde, mas a qualidade de vida de qualquer pessoa, e o a solução para o problema, muitas vezes pode ser bem simples, e é sobre o tratamento da SAOS que conversaremos a seguir.

 

– Tratamento da Apneia Obstrutiva do Sono

 

Antes de mais nada, é preciso salientar que tanto o diagnóstico, quanto o tratamento da SAOS, é feito de maneira multidisciplinar, ou seja, envolvendo nós dentistas, mas também outros profissionais da área da saúde.

 

Assim como há diversas especialidades envolvidas, os tratamentos também são variados, e vamos nos ater aos aspectos de nossa alçada, a odontologia. Porém, antes de falarmos das opções de tratamento oferecidas por nossa área, é preciso enumerar algumas mudanças de hábito, que somadas fazem parte da primeira opção de tratamento, que além de mais conservadora, também é unanimidade entre todos os profissionais envolvidos. Então, acompanhe agora algumas dicas para evitar o ronco durante a noite:

 

Dicas para evitar o ronco durante a noite

Dicas para evitar o ronco durante a noite

 

– Melhorar a ventilação e qualidade do ar no quarto de dormir;

– Perder peso;

– Mudar a posição de dormir, dormindo do lado, ou se possível elevando a altura da cabeça;

– Evitar comer por pelo menos uma hora antes de dormir;

– Beber muita água durante o dia;

– Evitar o consumo de álcool e não fumar antes de dormir.

 

Muitas vezes, estas atitudes relativamente simples já são suficientes para controlar o ronco e a apneia do sono, e para os pacientes com SAOS, a mais importante recomendação é a atividade física, principalmente para perder peso. Mas antes que você corre para uma academia, é bom que se saiba que para muitas pessoas, a atividade física antes de dormir pode atrapalhar o sono.

 

Tomadas as atitudes acima, é inquestionável que no mínimo, a qualidade do seu sono – e de vida – ganhará um novo fôlego, mas se mesmo assim, as noites mal dormidas por conta da SAOS persistirem, é preciso estudar uma das alternativas abaixo:

 

O CPAP é composto por uma máscara e um gerador de fluxo

O CPAP é composto por uma máscara e um gerador de fluxo

– CPAP: seu nome se dá pela sigla em inglês Continuos Positive Airway Pressure, é um sistema composto por uma máscara e um gerador de fluxo, que oferece um suplemente de ar, que ajuda a desobstruir a passagem do mesmo, evitando a interrupção da respiração durante o sono.

 

O CPAP é um dos mais difundidos tratamentos para a SAOS, e não faltam históricos de casos de sucesso em sua utilização, porém, nem sempre a adaptação é fácil, e muitos pacientes acabam abandonando o CPAP. E é para esse grupo que a odontologia oferece outras opções de tratamento.

 

– Glossectomia: cirurgia feita em consultório, no qual é feito uma redução na espessura da língua, o que faz com que a obstrução à passagem do ar para a faringe seja amenizada, diminuindo roncos e apneias durante o sono.

 

– Cirurgia Ortognática: muitas vezes o motivo da síndrome pode ser a posição do maxilar, queixo ou gengivas, e a odontologia se utiliza desta cirurgia para trabalhar a correção deste posicionamento.

 

– Aparelhos intraorais: funcionando como uma opção mais conservadora e não invasiva, estes aparelhos são feitos sob medida, através de moldagens da arcada do paciente, o que torna a adaptação mais fácil e rápida. Este tipo de dispositivo, trabalha no sentido de reposicionar a mandíbula, e movimentando os tecidos moles para que não obstruam a passagem do ar, que com livre acesso, passa sem emitir ruídos (ronco), nem apneia.

 

Em nossa conversa você pode conhecer melhor sobre o ronco e a Síndrome da Apneia Obstrutivo do Sono, e o mais importante: seus males e o que pode acontecer caso não busque tratamento. Tenha mais qualidade de vida, seja de dia ou a noite, escolhendo uma das alternativas que odontologia oferece para a SAOS.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Dentista em Fortaleza