Teste da Linguinha

teste-da-linguinha

Prevenção sempre é a melhor opção, disso ninguém duvida, e nos últimos anos, a legislação brasileira têm evoluído muito neste sentido. Desde os primeiros dias de vida, os bebês já são submetidos aos testes do pezinho, da orelhinha e do olhinho, todos essenciais para prevenir diversas patologias importantes.

Ao final de 2014, um novo teste se tornou obrigatório: o teste da linguinha. A lei 13.002/14, determina que hospitais e maternidades da rede pública e privada, façam o exame no menor espaço de tempo possível após o nascimento. O teste da linguinha deve sua importância ao fato de evitar de maneira simples, problemas que vão desde futuros problemas na fala nas crianças à dificuldade na deglutição e alimentação dos bebês.

o-que-se-cobate-com-o-teste-e-o-que-chamamos-de-lingua-presa

O que se combate com o teste é o que chamamos de língua presa

Basicamente, o que se combate com o teste é o que chamamos de língua presa, problema que conhecemos bem em suas consequências na dicção das pessoas na infância e na fase adulta, porém, quando se trata dos primeiros meses de vida, suas consequências podem ser bem mais graves, em especial os relacionados à deglutição. Entre todos os problemas relacionados à língua presa nos bebês, o mais severo é o de atrapalhar a amamentação de tal maneira, que é considerado um dos maiores fatores de desmame precoce. Durante a amamentação, os bebês que sofrem com o problema não conseguem sugar devido a dor que sentem, nem engolir corretamente o leite da mãe.

Já na infância, com boa parte da arcada dentária já formada, as crianças com língua presa, sofrem com consequências além dos problemas na fala e na deglutição, passando para a mastigação.

Só são considerados de fato como língua presa, casos onde há alteração no posicionamento – geralmente mais para a ponta – da membrana que liga à parte inferior da boca, ao ponto de atrapalhar sua devida movimentação.

 

O exame

 

O teste da linguinha é um exame extremamente simples

O teste da linguinha é um exame extremamente simples

O teste da linguinha é um exame extremamente simples, porém só deve ser feito por profissionais devidamente capacitados como fonoaudiólogos, neonatologistas e dentistas. O diagnóstico é realizado através da visualização das características físicas e da anatomia da língua, além disso, ao visualizar o bebê chorando é fácil perceber um caso de língua presa, pois quando chora, o bebê com o problema deixa a língua de forma que a laterais ficam mais elevadas com relação à ponta.

 

A cirurgia

 

Tão simples quanto o exame para o diagnóstico da língua presa, é a cirurgia para corrigí-la. Conhecida como Pique, a intervenção cirúrgica deve ser realizada preferencialmente por cirurgião-dentista e é extremamente simples e rápida, com anestesia local e consiste num corte na membrana mal posicionada, de forma que a língua se movimente adequadamente.

 

A cicatrização da cirurgia de Pique é muito rápida, e poucas horas após o procedimento, o bebê já pode ser amamentado normalmente. Isso se dá por conta da cicatrização e coagulação nos bebês ser extremamente rápida, e por este motivo a recomendação dos especialistas é que se faça a cirurgia ainda nos primeiros dias de vida, se possível ainda na maternidade.

 

O que fez o teste da linguinha se tornar lei? Um exame simples para detectar e prevenir problemas complexos, e quanto mais cedo for sua prevenção e solução, maior será sua eficácia. Evite o desmame precoce de seu filho, além de proporcionar boa dicção, deglutição e mastigação durante toda sua vida. Faça o teste da linguinha!

 

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Dentista em Fortaleza